Eventos


Parceria Activo Bank
31/01/2019
Todas as Secçoes
ver mais


  Site Antigo

merchandinsing inscrição quotizações informações/ horários vídeos contactos

Mensagem de Ano Novo

 

 

“Sucesso não é o final, falhar não é fatal: é a coragem para continuar que conta.”

Winston Churchill

Aveiro, 31 de dezembro de 2015

 

Caros sócios do Clube dos Galitos,

 

Mantemos desde 2006 e enquanto presidente do Clube dos Galitos a iniciativa de através das mensagens de ano novo, dar a conhecer o clube a Aveiro e, de alguma forma, integrar a nossa ação na sociedade. Cumprimos mais uma vez essa tarefa com o orgulho de quem sente Aveiro e a formação dos nossos jovens como uma importante missão. Quando, pela doze badaladas do relógio deixarmos 2015 para trás, façamo-lo recordando o que de bom nos deu e os desafios que transpusemos em conjunto. Esse espírito positivista permitirá melhor encarar 2016 e ultrapassar os escolhos que nos coloquem no percurso traçado.

Um ano muito complicado.

O ano de 2015 carregou-nos com problemas difíceis que pensamos ter superado.

A crise continua e não tem ainda tempo previsto para terminar. Já não se discute se nos foi imposta, se consequência dos atos de gestão dos diversos governos, se do povo que não se agita. O que todos sabemos é que ela perdura, com ela temos de viver, e que a dita tem tirado recursos vitais às associações como a nossa. No Clube dos Galitos esses recursos são essenciais para manter as instalações que gerimos e, sobretudo, fazer investimentos indispensáveis nos ativos que detemos. Como não usamos o dinheiro público para pagar as contas correntes, pois essas são os sócios e os patrocinadores que as suportam, com as subvenções públicas a nível zero, as reparações e investimentos nas estruturas como o pavilhão, a piscina, o posto náutico e sede têm condicionado imenso a gestão do clube.

Infelizmente o Estado Português continua a tratar mal as associações, a impor regras cada vez mais difíceis de cumprir pondo em causa a sustentabilidade das instalações, e provavelmente cedendo a interesses menos claros. O Estado continua a tratar os clubes como empresas que são motivadas pelo lucro e não como associações de cidadãos que preenchem o que Estado não sabe fazer e, quando faz, normalmente faz mal. Não aceitamos que o Estado nos trate como um dano desprezível, que nos continue a criar normas quase insuperáveis e que nos eleja como financiador dos impostos que inventa e cobra. Bastará pensar nos 23% de IVA que todas as associações pagam no gás e na eletricidade para percebermos, que o pouco que distribui, lhes acaba por tirar por essa mesma via. A administração deveria apoiar as associações que pugnam pela formação dos jovens, evitando custos futuros na saúde, mas ao invés de regular a atividade e ser parceira no desenvolvimento, aparenta existir apenas para criar a teia burocrática que a faz existir.

Este ano tivemos mais um episódio que lesou gravemente o clube e que obrigou a um grande esforço da direção e da seção de basquetebol. A insolvência de um ginásio que operava no pavilhão obrigou-nos, por força de uma lei que dificilmente entendemos, a estar quase um ano privados do espaço e de relançar uma nova atividade que dará emprego na cidade e rendimento ao clube. Esse imprevisto custou-nos muito tempo, desgastou-nos, desviou-nos do interesse principal do clube e acabou por afetar gravemente o normal funcionamento da secção de basquetebol.

Mais Galitos

O CLUBE SÃO AS PESSOAS e as pessoas são o melhor que temos no Clube dos Galitos. TODOS, sem exceção, somos chamados a diariamente construir a nossa história coletiva e a devir os anseios de todos.

O ano de 2015 viu crescer o clube em sócios e atletas, fortalecer espírito de união entre atletas, dirigentes, sócios e familiares. Mais uma vez os pais e sócios deram o seu contributo como secionistas nas várias modalidades e conseguiram dinamizar estruturas de apoio no clube que foram determinantes na resolução de problemas que às vezes nos pareciam insuperáveis.

É uma ideia errada que o clube viva de serviços. Sem o apoio dos sócios em tarefas essenciais não seria possível proporcionar formação aos quase dois milhares de jovens que participam nas nossas atividades formativas.

O ano que termina viu partir dois sócios que nos deixam a saudade e muito que deram ao Clube principalmente à filatelia. O ex-presidente Vítor Falcão e antigo sócio nº 1 Carlos Leitão fundador da secção filatélica.

 

Foi um ano com grandes e intensas alegrias

Desportivamente foi um ano com muitas sucessos e culturalmente interessante.

Diogo Carvalho

Internacionalmente o nosso grande atleta Diogo Carvalho conquistou o direito a ser o primeiro atleta filiado no clube a participar em 3 olimpíadas consecutivas e ganhou brilhantemente a sua segunda medalha de bronze nos campeonatos europeus de natação. É um feito único e uma enorme honra para todos os sócios terem, entre os nossos, um atleta olímpico desta craveira e que no final deste ano se tornou o primeiro nadador nacional a conquistar 2 medalhas de bronze nos campeonatos europeus de natação.

O ano de 2015 foi um ano excecional para o Diogo.

Esteve sempre numa forma surpreendente, encerrou o ano com um record nacional dos 200m estilos e mais uma medalha importantíssima para ele e para a natação. Ganhou tudo o que tinha para ganhar a nível nacional, mostrou nos campeonatos nacionais que é o atleta mais completo da atualidade e ajudou o seu clube de sempre emergir por entre os grandes da natação portuguesa.

O seu talento e trabalho tem sido reconhecido em muitas galas e prémios que tem merecido ganhar e onde, sem exceção, o Diogo tem uma palavra de apreço para com o seu clube e treinador.

Devemos estar muito orgulhosos de ter entre os nossos um tão grande atleta e sócio.

Mais alegrias…

Um outro patamar de nível foi atingido no final deste ano com a subida de divisão da equipa feminina à 1º divisão da natação portuguesa, o que nos coloca no restrito grupo das oito melhores equipas de Portugal. A natação também conquistou dois recordes nacionais um do Diogo Carvalho aos 200m estilos e um outro pela nadadora Joana Amador aos 100ml o que foi um feito notável.

Uma conquista semelhante obteve o Xadrez ao subir à segunda divisão nacional do Xadrez. Foi um feito sem igual e à custa da nossa formação.

A revista filatélica "Selos & Moedas" obteve de 76 pontos (em 100 possíveis) na exposição Europhilex LONDON 2015. Esta classificação, que correspondente a Prata Grande, é a melhor pontuação de sempre das diversas participações em exposições nacionais e internacionais da nossa revista.

O Clube tinha sido agraciado com a Medalha de Prata da Federação de Natação galardão entregue na 1º Convenção da Natação em outubro.

Lutas antigas

O posto náutico da lota continua à espera de acessos condignos que ajudem a chegada mais confortável, principalmente no inverno, de atletas e seus pais. Desejamos as tão prometidas ajudas de diversas entidades que, por um motivo ou outro, teimam em não aparecer. Lamentamos que a história do remo na cidade não tenha o peso suficiente para resolver este problema embora saibamos que existem planos para requalificar a zona proporcionando ao clube e à cidade um centro náutico de excelência, à semelhança daqueles em que todas as cidades congéneres já investiram. O incremento da secção náutica tem-se feito mesmo nas deploráveis condições de acesso existentes pelo que não conseguimos imaginar no que seria possível evoluir com uma conjuntura mais propicia no acesso ao posto náutico.

Também não desistimos pedir à cidade a uma piscina que potencie o enorme e valoroso trabalho que o clube tem feito na natação. Sabemos que a conjuntura não ajuda, mas estamos convictos que a cidade e a autarquia não aceitam passivamente a destruição definitiva das antigas piscinas municipais em Santiago sem terem alternativas consistentes.

Formação, certificação de escolas e competição

Formação

O Galitos consolida-se como o clube referência na Formação e Olímpico de Aveiro.

Os títulos nacionais na natação, triatlo, duatlo, remo e xadrez projetam-nos nacionalmente, mas sobretudo mostram uma realidade que construímos com o esforço de todos. A formação desportiva é a mãe de todas as vitorias, das enormes e que nos aumentam o orgulho e das mais pequenas que nos fazem continuar, pois são os pequenos sucessos que alimentam a ilusão das grandes vitórias.

Sem escolas fortes e habilitadas, sem treinadores competentes e dirigentes empenhados não é possível ter boa formação. O principal, no entanto, é trabalho diário dos atletas e, nos galitos, tentamos fazer bem todos os dias do ano.

Certificação das escolas de natação.

Este ano de 2015 viu a terceira certificação de escolas ser conseguida. A natação passou por um exigente processo de certificação técnico-pedagógico das escolas de natação, chancela FPN, juntando-se agora nesse patamar de reconhecimento ao Basquetebol e ao Xadrez.  A certificação das escolas de natação permitirá não só atestar da qualidade das nossas escolas, mas também proporcionar a formação continua indispensável aos nossos técnicos para além de estamos entre os clubes pioneiros neste tipo de valorização da formação desportiva. A natação prosseguirá agora para a certificação como clube de natação nacional.

Competição

Não é possível resumir a atividade desportiva do Galitos em poucas linhas, mas mesmo pecando por omissão fazemos uma breve síntese.

O basquetebol continua a ser a maior escola nacional de minibasquete e o maior clube nacional em atletas federados com muitas presenças em fases finais distritais e atletas em seleções distritais e nacionais. A organização, a gestão, e a competição da equipa sénior teve de ser adaptada aos imprevistos por forma a manter o investimento na formação, o cuidado nas escolas e nos escalões de formação. A secção manteve durante o ano atividades como workcamps e em colaboração com a ABA e outras entidades a Festa Final do Minibasquete.

A natação com renovação da equipa fruto das suas escolas de formação teve resultados excelentes. A subida à 1ª divisão nacional foi uma grande prenda de natal, mas a juventude da equipa augura melhores resultados num futuro próximo e as recentes convocatórias à seleção de duas atletas animam o espírito. Nunca o clube nos escalões de formação esteve tão bem. Estamos consistentes, com atletas a nadar bem e a serem com frequência medalhados nas competições nacionais. Uma palavra para o grande espirito de equipa e para as muitas vitórias da equipa master de natação e para o esforço dedicado da equipa técnica e coordenação das piscinas. O Diogo Carvalho continua a dar-nos muitas alegrias a nível internacional e nacional como provam as suas mais recentes conquistas nacionais e internacionais. O clube é hoje atrativo para atletas de outros clubes que nos procuram para evoluir sem, contudo, aceitarmos que retirem lugar aos nossos.

O xadrez lidera o panorama distrital, conquistou títulos nacionais, pela primeira vez chegou aos oitavos de final na Taça de Portugal com duas equipas, conquistou a taça distrital e subiu à segunda divisão nacional sendo campeão de série na terceira divisão. A estrutura dirigente é sólida e a equipa de treinadores inclui um reputado mestre internacional luso. As escolas de formação continuam o seu percurso normal e em crescendo.

O remo tem vindo paulatinamente a consolidar as escolas de remo que já estão cheias de atletas novos. O remo este ano já teve títulos nacionais, atletas nas convocatórias para estágios e seleção nacional estando a reconquistar a importância que já tivemos no remo nacional.  A equipa dirigente foi remodelada e enquadra um espirito renovador fantástico que já permitiu recuperar muitas embarcações, viaturas, atrelados e mais importante, a alegria de estar no posto náutico. A parceria que se estabeleceu com a CPC está a dar também os seus frutos provando que juntos se faz mais pela nossa terra comum. Um outro projeto que teve um crescimento importante é o remo de lazer havendo equipas completas a remar na nossa ria semanalmente.

O triatlo teve mais um ano um cheio, com campeões nacionais e campeonatos europeus em que os nossos atletas representaram as cores de Portugal. Pedro Palma competiu nos primeiros Jogos Europeus de Baku e no Campeonato da Europa de Triatlo e a Cristiana Valente alcançou um excelente 9º lugar no Escalão de Elites no Campeonato da Europa de Duatlo. Ambos foram campeões nacionais de Duatlo nos seus escalões etários e no caso da Cristiana absoluta. Houve a atletas que participaram em provas internacionais, como o IronMan, com resultados excelentes levando assim o nome do Clube por essa europa fora com sucesso. A formação continua a dar passos seguros e os veteranos para além da competição ajudam na organização da secção. A equipa diretiva tem tido um trabalho meritório e aposta agora na difícil implementação da escola de triatlo.

Cultura

A filatelia continua a atividade mais internacional do clube. A secção prossegue laboriosamente a edição da prestigiada revista Selos & Moedas e mantém colaborações em diversas exposições nacionais.  A revista filatelia "Selos & Moedas" obteve a Prata Grande na exposição Europhilex LONDON 2015 e que atesta a qualidade da revista produzida pelos sócios da filatelia e numismática do clube. A secção continua a promover diversas iniciativas ao longo do ano filatélico e sues sócios a participarem em exposições e mostras de filatelia e numismática.

A secção de música continua a sua atividade gerida por jovens sócios. Mantém-se a o percurso para a consolidação desta secção e as parcerias com as outras seções do clube.

Projetos diferentes, inovadores e com sucesso.

Temos sido pioneiros em projetos diferentes e inovadores que nos trazem valor.

O remo de lazer tem sido um projeto capital pois acreditamos que pode ter importância para o turismo desportivo na ria e na sustentação da secção náutica. Este ano em parceria com o Ginásio Clube Figueirense realizámos o Portugal Rowing Tour que trouxe à nossa ria, durante quatro dias mais de meia centena de atletas veteranos estrangeiros para uma experiência que se revelou fantástica. Aliás o remo de lazer começa a ganhar adeptos na cidade tendo tido ao longo do ano de 2015 o incremento que desejávamos há vários anos.

A certificação das nossas escolas de formação é o nosso projeto bandeira que se concluiu este ano na natação.

O Bar da Sede foi completamente remodelado e abriu em janeiro de 2015 com um novo e atraente visual. Tem sido um espaço de convívio agradável e confortável no centro da cidade. Fruto de mais uma parceria e com a ajuda de sócios da secção recreativa demos nova vida ao espaço vital que é a nossa sede. Renovámos e estamos a explorar com a ajuda de sócios o bar da piscina. Está a ser um êxito e um complemento à atividade na piscina.

Temos dado lugar a diversas atividades na nossa sede que vão desde colóquios, a aulas de biodanza, a exposições diversas, etc.

Fomos pioneiros na renovação da iluminação do Pavilhão da Forca com o projeto 1 led 1 amigo.

Parcerias

O clube tem sido cada vez mais requisitado para atividades de âmbito cultural e recreativo na sua sede. Temos, com critério, possibilitado o desenvolvimento dessas atividades. Os sócios podem cada vez mais desfrutar das regalias propiciadas pelas parceiras estratégicas que temos vindo a estabelecer e a saber; parcerias desportivas: Academia Karaté Shotokan de Aveiro, Escola de Ténis, Aauav, Associação de Basquetebol; parcerias de lazer e estudo: O Meu Spot, Triplo Saber, Restaurante Atrium; parcerias na área da saúde e bem-estar: Fisiomanual e Pilates.

Algumas destas parcerias nasceram no Galitos e como tal ajudámos a criar empresas que hoje são sustentáveis e rentáveis tendo permitido dar trabalho a muitos aveirenses. Contamos já com 5 empresas que se fizeram apoiadas pela nossa estrutura e impulso inicial. Uma delas, a Fisiomanual que é parceria mais antiga, vai em 2016 tomar conta do espaço do antigo ginásio para a sua atividade regular revalidando de forma clara a importância destas parcerias e do clube para a cidade. Outras se preparam…

Apoios

A Junta da União de Freguesias da Gloria e Vera Cruz tem sido muito importante na concretização de alguns dos nossos projetos na natação master e no basquetebol. Estamos muito agradecidos e esperemos poder continuar a retribuir elevando o nome da nossa terra e proporcionando alegrias aos aveirenses com os nossos resultados e organizações.

Os nossos patrocinadores e doadores de cada modalidade têm compreendido a importância dos nossos projetos e apoiado na certeza de que não desperdiçamos os recursos que põem à nossa disposição. A todos estamos muito gratos pela coragem de nos apoiarem em tempos difíceis, mas também conscientes que tudo temos feito para representar condignamente Aveiro e o nome das empresas. Por uma questão de impossibilidade referenciamos apenas os patrocinadores principais de cada equipa. Triatlo / Motrinde, Natação / Bresimar, Basquetebol / Weber S. Gobain.

Vida do Clube

A vida social do Clube prosseguiu com normalidade conseguindo-se uma maior participação dos sócios na atividade das secções. Em termos de gestão reduzimos os custos de operação na sede sendo os efeitos repercutidos a partir de 2016. Continuou-se uma regra desta direção e que consiste no agraciamento formal, por carta do presidente, a todos aqueles atletas ou dirigentes que se distinguiram em representação do Clube como campeões nacionais ou tendo prestações coletivamente muito relevantes.

 

Caros sócios,

O sucesso constrói-se diariamente e somo todos nós que temos essa tarefa em mãos. O nosso passado é grandioso e temos o dever de honrar a nossa história e manter rumo traçado. Por isso repetimos as palavras da mensagem anterior porque ainda são ajustadas ao tempo de hoje e fazem parte do azimute que perseguimos.

Devemos prosseguir com a mesma determinação na formação dos jovens, renovado rigor na gestão financeira, idêntico empenho dos treinadores, o mesmo espírito de sacrifício dos nossos atletas, o enorme amor ao clube dos seccionistas e colaboradores. Se assim fizermos o novo ano de 2016 só poderá ser aliciante para o Clube dos Galitos.

Mas todo este fulgor clubístico não seria sequer possível sem o trabalho fantástico e absolutamente gracioso dos nossos melhores aveirenses que dedicam os seus tempos de menor ocupação ao clube e aos jovens. Sem os seccionistas e dirigentes das secções o clube simplesmente não existia. Cabe nesta hora uma palavra de apreço e gratidão para o trabalho diligente de todos os nossos colaboradores, treinadores e diretores.

A direção do Clube dos Galitos deseja a todos os sócios, dirigentes, atletas, treinadores e colaboradores um ano de excelente 2016 com muita paz, saúde e sucessos pessoais.

Bom Ano Novo de 2016 e Pelo Galitos Canta, Canta!

 

António Granjeia

Presidente da direção

 

31/12/2015 17:45

Voltar
Clube dos Galitos ©2011, Todos os Direitos Reservados. | Desenvolvido por: INOVAnet,Lda e Design: Designarte.pt